Blog

02 mar

7 cuidados essenciais com os equipamentos médicos

 

Uma das práticas indicadas para melhorar a gestão médica é a manutenção periódica dos equipamentos. Cuidar do uso e manter os aparelhos bem conservados garante sua eficiência, durabilidade e a segurança do paciente. Investir em tecnologia e preferir que o serviço seja realizado por pessoal especializado também são medidas que ajudam na economia a longo prazo. Outro ponto importante é que a manutenção dos aparelhos respeite as normas da Vigilância Sanitária, uma garantia de que a clínica ou hospital está habilitada. Mas quais são os passos para cuidar dos equipamentos?

1. Fique atento ao adquirir os equipamentos

O primeiro passo é investir em aparelhos de qualidade e que atendam às necessidades da clínica/hospital. Estes equipamentos devem respeitar ainda às exigências sanitárias. Por isso, antes de efetuar a compra, prepare uma equipe especializada para analisar as diferentes opções do mercado que aliem tecnologia ao melhor custo-benefício. 

2. Padronize os processos

Antes mesmo de pensar na manutenção, outro ponto relevante é a forma como os equipamentos são usados dentro da clínica. A equipe que manipula os aparelhos precisa estar ciente dos cuidados e ter conhecimento qualificado sobre como operá-los. A higienização, esterilização e desinfecção antes e depois dos atendimentos é essencial. Esse cuidado preventivo também é importante para assegurar a durabilidade e um uso eficiente das máquinas. 

3. Respeite o cronograma

A manutenção preventiva deve ser feita conforme o cronograma estabelecido pelo fabricante do aparelho. É importante respeitar as indicações de quem produz o equipamento, pois isso evitará o desgaste e o manterá em condições normais de uso. A periodicidade também previne o envelhecimento de partes mecânicas, elétricas ou eletrônicas. Nesta manutenção é feita a calibragem, lubrificação das peças, alinhamentos e outras verificações. 

4. Faça manutenção corretiva

A manutenção corretiva também é importante e difere da preventiva. Ela deve ser feita quando um equipamento começa a apresentar falhas por mau uso ou problemas como a sobrecarga de energia. É importante que esse cuidado seja feito o quanto antes, logo em seguida ao se perceber que a máquina não está em pleno funcionamento. 

5. Registre datas e procedimentos

Mantenha um registro de cada manutenção com informações como: data, qual procedimento foi realizado e a assinatura do responsável pelo serviço. Esse processo ajudará no acompanhamento da “saúde” de cada aparelho. Além disso, facilitará a entender o que pode ter acontecido em caso de falha do equipamento, por exemplo. 

6. Opte por mão de obra especializada

A equipe técnica indicada pelo fabricante tem um nível elevado de conhecimento do equipamento. Por isso, é a mais qualificada para o serviço. Atender a essa recomendação é essencial para a segurança dos pacientes, que pode ser comprometida por uma manutenção inadequada. Uma equipe com mão de obra especializada conhece a importância de cada aparelho para os procedimentos, então, poderá realizar um trabalho mais qualificado. 

7. Como solicitar a manutenção preventiva?

A Imex Medical Group oferece serviço especializado para a manutenção de aparelhos fabricados e distribuídos por ela. Para solicitar, entre em contato pelo telefone 0800 7103771 ou pelo email contato@imexmedicalgroup.com.br.