Blog

05 jan

Promessas de ano novo e a saúde mental: a importância de renovar a esperança na virada

 

A virada de 31 de dezembro para 1 de janeiro é cercada de magnetismo, o que explica a necessidade de se renovar promessas de ano novo. Há um certo misticismo no ar, uma forte superstição de que, agora sim, as coisas vão dar certo. Isso faz com que muita gente encare o novo ano como uma oportunidade de realizar desejos que, há muito, estão esperando para acontecer. Em meio a isso, desejos antigos voltam à tona com a sensação de que tudo será diferente. E tudo isso tem a ver com a saúde mental.

Trocar de emprego. Comprar uma casa. Fazer um intercâmbio. Começar uma nova profissão. Emagrecer. Aprender um novo idioma. Ser aprovado em um concurso público. Ter um filho. Aventurar-se. Jogar para o desconhecido. As promessas variam, entre pessoas e entre anos. Mas uma coisa é importante ter em mente: ela é sempre feita para si mesmo. Nunca para o outro, para agradar pai e mãe ou impressionar o amigo. 

As promessas de ano novo são um compromisso que a gente cria com (e para) a gente mesmo. Por isso, é preciso identificar qual delas tem mais sentido para investir o nosso tempo e a nossa energia. Qual, de fato, funcionará como um afago para a alma depois que se tornar realidade?

Esse tipo de descoberta é importante porque os sonhos e desenhos funcionam como um bálsamo para a nossa saúde mental. Principalmente depois de um ano pesado como 2020. As pessoas precisam encontrar um escape, um alívio, mesmo que nem percebam isso.

Mas esse alívio para a saúde mental só será possível se a saúde física também estiver em dia. Assim, uma boa promessa de ano novo passa também pelo bem-estar físico, o estar saudável para colocar todas as resoluções em prática. O ideal é sempre manter um equilíbrio entre mente e corpo. Somente com os dois em harmonia é que conseguimos sentir a leveza necessária para deixar a vida fluir.

Como realizar as promessas de ano novo

Depois de sonhar com o novo ano, é hora de realizar as promessas feitas antes dele começar. Uma dica preciosa dos especialistas é também bem simples, mas nem sempre consciente: não fazer muitas promessas grandiosas ao mesmo tempo. 

Apesar de todas serem possíveis de realizar ao longo da vida, é importante ter noção de que é preciso dar um passo de cada vez. Entre os principais motivos que levam as pessoas a não concretizar suas promessas de ano novo está o fato de colocarem metas inalcançáveis para o prazo que determinam. 

Metas muito abstratas também dificultam essa realização na prática: quanto mais objetiva e detalhada ela for, mais fácil será alcançá-la. Em meio ao contexto atual, de medo e incertezas, alimentar a esperança por dias melhores é mais do que necessário. Por isso, as promessas de ano novo devem ser realistas, flexíveis e possíveis de serem realizadas. E mais: precisam se encaixar dentro da rotina de forma natural, sem a necessidade de ter que acumular muitas tarefas.

Tudo isso ajuda a evitar a chegada de sensações ruins que podem vir a dominar uma pessoa, caso ela perceba, que, ano após ano, não consegue cumprir com o planejado. Promessas regularmente não realizadas podem ser motivo de cobrança, frustração, ansiedade ou insegurança, que surgem quando a pessoa começa a se dar conta de que não vai conseguir realizar nem metade do que havia planejado ou sonhado. Isso pode ter um efeito contrário ao clima esperançoso de início de ano e dar uma sensação de estagnação e de que a vida não sai do lugar.

Questione: por que não consegui cumprir as metas anteriores?

Outra atitude que também pode ser determinante é questionar o motivo que levou as metas anteriores a não serem cumpridas. Não há problema em não cumprir tudo que se deseja e, muito menos, em repeti-las de um ano a outro. Mas é preciso aprender com os erros e reavaliar a forma de agir para fazer as coisas darem certo desta vez. Esse é um passo importante e necessário. Mas não só isso: também é preciso entender se aquela meta continua fazendo sentido, ou, então, se perdeu o timing.

Manter a esperança por dias melhores deve ser algo leve de se fazer e não se tornar um peso. O acúmulo de promessas de fim de ano não cumpridas pode ter um efeito silencioso em nosso interior. E, muitas vezes, também devastador.

Portanto, faça promessas de ano novo, mas também planeje-se, organize-se e cuide da sua saúde! Afinal, não existe sensação mais prazerosa do que riscar do papel uma meta por já tê-la cumprido.

Imex Medical Group do Brasil. Todos os direitos reservados.