Blog

30 abr

Arcos cirúrgicos: o que são, para que servem e qual escolher?

 

Houve um tempo em que, para realizar uma cirurgia, o médico precisava promover cortes de grandes proporções no corpo do paciente. Era a única maneira que ele tinha de conseguir visualizar o que acontecia no seu interior. Isso não acontece mais. A medicina evoluiu a ponto de permitir que todas as estruturas internas do corpo possam ser vistas e acompanhadas por meio de modernos equipamentos de imagem. E os arcos cirúrgicos entram nesse combo. 

Os arcos cirúrgicos tornaram as cirurgias bem menos invasivas do que já foram um dia. O risco de erro médico diminuiu, assim como diminuiu também o tempo de recuperação do paciente. Tudo isso porque o equipamento facilita o trabalho dos profissionais durante o procedimento cirúrgico, melhorando a visibilidade do médico e dando a ele mais controle do que acontece no organismo do paciente. 

Mas você sabe o que é e para que servem os arcos cirúrgicos? Confira neste post!

O que são arcos cirúrgicos?

Os arcos cirúrgicos representam importantes mudanças na maneira como são feitas as cirurgias. Eles possuem esse nome justamente devido ao formato que apresentam: um desenho semicircular, em forma de arco em C. Em uma das pontas está a fonte emissora de raios X (o tubo e o gerador) e, na outra, o detector de raios X propriamente dito. 

Esse design não existe por acaso. Como os arcos cirúrgicos são projetados para uso cirúrgico, esse formato permite que ele seja posicionado de diferentes maneiras durante o procedimento. Eles facilitam a captação das imagens e não atrapalham a movimentação médica. Por isso, costumam ser muito usados em cirurgias vasculares, de ortopedia, neurologia, urologia e cardiologia, por exemplo.

Além disso, oferecem ao cirurgião uma visualização dinâmica e em tempo real de todas as estruturas internas, reduzindo o tamanho de cortes e permitindo movimentos mais precisos. Afinal, o médico consegue monitorar o progresso das cirurgias com muito mais segurança e agir com mais rapidez em caso de ajustes ou correções.

Os diferenciais dos arcos cirúrgicos da linha Unique 

Justamente pela sua funcionalidade, os arcos cirúrgicos ganharam o país. Existem, hoje, diferentes versões do equipamento, feitas para atender diferentes necessidades. A Imex Medical Group, por exemplo, oferece três modelos de arco, todos integrando a linha Unique: 

– Unique Class;

– Unique Premium;

– Unique FD.

Veja as cinco principais funcionalidades que os três modelos oferecem:

1.
Intensificador de imagem

O aparelho possui um intensificador de imagem de 9″ ou 12″, dependendo do aparelho, sendo alimentado por geradores com alta duração e eficiência. No modelo Class, esse gerador oferece 5,3kW e no modelo Premium de 15kW. Além disso, todos eles possuem uma câmera CCD capaz de fornecer imagens de alta resolução e emitidas em tempo real.

2. Flat Panel

Nossa linha Falt Panel conta com o modelo Unique FD, com tecnologia CMOS apresenta um excelente desempenho, painel de 260x260mm, o Arco proporciona imagens nítidas que garantem um procedimento seguro e eficiente para equipe médica.

3. Sistema de refrigeração

O sistema de refrigeração presente nos arcos cirúrgicos da linha Unique é capaz de evitar o superaquecimento, permitindo um uso prolongado durante a operação.

4. Redução de dosagem

A linha Unique possui uma função que evita que o paciente fique exposto mais do que o necessário à radiação. Os aparelhos permitem que a própria equipe de saúde consiga definir e controlar, automaticamente, a dose que será emitida..

5. Rotação orbital

O formato em C dos arcos cirúrgicos tem diferentes espaçamentos entre as pontas. Nos aparelhos da Linha Unique, esse espaço livre varia. O Class, por exemplo, possui 800mm de espaço livre e rotação orbital de 180°. Já o Premium, o espaço é de 782mm, com rotação orbital de 135°. Já no modelo FD, o espaço é de 800mm e a rotação orbital de 150°.

6. Comunicação em tempo real

O painel de operações dos arcos cirúrgicos possui uma interface amigável e intuitiva e tela touchscreen para facilitar e agilizar o manuseio no painel de operações. Além disso, os aparelhos emitem imagens ao vivo e permitem uma comunicação bidirecional com o operador. Há poucas diferenças entre os diferentes modelos da linha Unique. Os principais envolvem o tamanho da tela touchscreen: nos modelos Class e FD, ela é de 10.4″ e, no Premium,  de 7″.

As diferenças entre intensificador de imagem e flat panel

A utilização do arco cirúrgico fica ainda melhor com o auxílio de duas tecnologias: o intensificador de imagem e o flat panel. 

O intensificador de imagem recebe e capta os raios-x, convertendo-as em luz e transformando em imagem. Ele é parte do arco cirúrgico, embora muitas vezes haja confusão entre os dois nomes. A utilização do intensificador de imagem possibilitou que as imagens radiográficas fossem observadas em monitores de vídeo, o que permitiu o processamento delas no computador para serem armazenadas da memória. Ou seja, este recurso facilitou o arquivamento e a consulta de exames. 

No entanto, a partir dos anos 2000 outra tecnologia tornou ainda melhor a captação de imagens do arco cirúrgico. O flat panel – também chamado de flat detector – aperfeiçoa a qualidade da imagem digital com precisão nos detalhes. Muito mais moderno e atual, o flat detector tem mais vantagens que o intensificador de imagens. Além disso,  ajuda a diminuir os custos com tempo de capital humano, de sala cirúrgica e economiza em insumos.

Com tudo isso, é possível perceber o quanto os arcos cirúrgicos vêm revolucionando a realização de cirurgias no país. No lugar de aparelhos de raios X fixos que, eventualmente, atrapalhavam a movimentação da equipa cirúrgica, os arcos cirúrgicos surgem para suprir justamente essa necessidade. Afinal, além de serem versáteis, eles também emitem imagens de alta qualidade e em tempo real, permitindo um acompanhamento médico muito mais controlado e seguro a todos.



 

Imex Medical Group do Brasil. Todos os direitos reservados.