Blog

13 jul

Hospital 4.0: Equipamentos de alta tecnologia garantem mais segurança à saúde

 

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmam que 138 milhões de pessoas são afetadas anualmente por erros médicos em todo o mundo. O número corresponde a casos de diagnósticos equivocados e de medicação descrita incorretamente. Para reverter esse quadro, especialistas recomendam que o setor invista em pesquisa, estabeleça protocolos de segurança e use de tecnologia aperfeiçoando cada vez mais a prática da medicina. 

Nesse contexto, os chamados “hospitais 4.0” usarão cada vez mais a inovação no dia a dia do ambiente hospitalar para garantir mais qualidade nos serviços e uma melhor gestão de recursos. Este novo modelo no setor de saúde prioriza o desenvolvimento de equipamentos mais avançados e em soluções para a otimização dos diagnósticos e tratamentos. Aparelhos mais modernos garantem uma melhor precisão e segurança, principalmente em procedimentos cirúrgicos. No caso de diagnósticos, a inovação tecnológica facilita o encaminhamento para o tratamento correto, mais eficiente e com respostas mais rápidas.   

Em cirurgias, soluções como a bioengenharia e a nanotecnologia, por exemplo, reduzem a necessidade de procedimentos invasivos e incisões. Desta forma, garantem mais segurança ao paciente e o expõe menos a uma recuperação difícil e sensível a complicações. Já nos diagnósticos, o desenvolvimento de pesquisas e equipamentos cada vez mais eficientes são capazes de identificar enfermidades com agilidade, dando uma resposta rápida e oferecendo mais chances aos pacientes. 

Uso correto da tecnologia

Entretanto, de nada ou pouco adianta investir em equipamentos modernos se não houver uma boa gestão para o melhor uso deles. O treinamento constante da equipe médica também é uma forma de otimizar o uso das tecnologias e incluí-las cada vez mais na rotina das clínicas. Outro fator é que o uso correto dos aparelhos previne que estraguem com facilidade e evita a manutenção além da recomendada pelo fabricante. Por isso, os profissionais de saúde que atuam nos hospitais que seguem o modelo 4.0 têm que estar em constante atualização e atentos à operação correta das tecnologias que têm à disposição.

Com a pandemia do novo coronavírus, as práticas de telemedicina se tornaram mais acessíveis. O atendimento remoto com ajuda de tecnologia tem entre os benefícios ampliar o acesso de pacientes a exames e tratamentos. Sem a necessidade de deslocamento, o atendimento é facilitado reduzindo fila de espera e agilizando a análise de testes médicos. São fatores que trazem mais segurança no tratamento médico. 

Além disso, equipamentos médicos mais atuais e de alta tecnologia têm um melhor custo-benefício a longo prazo. Por isso, é possível que a administração concentre esforços de forma estratégica. Isso garante um olhar mais atento à inovação no setor de saúde e nos cuidados para evitar erros médicos. Neste caso, investir em práticas de gestão e organização contribuem. A segurança deve estar entre as prioridades do hospital 4.0. Somado às novas tecnologias, esse modelo é uma tendência para o futuro da saúde, oferecendo mais controle, precisão e segurança a pacientes e equipe médica. 

  • Televendas 0300 789 3771
  • SAC 0800 709 3771
  • Rua das Embaúbas, 601 - Fazenda Santo Antônio
    São José - SC - CEP 88104-561